Busca de produtos

CONTAGEM BACTERIANA TOTAL DO LEITE EM DIFERENTES SISTEMAS DE ORDENHA E DE RESFRIAMENTO

 RESUMO    Este trabalho teve por objetivo avaliar o efeito dos sistemas de ordenha e de resfriamento na contagem bacteriana total (CBT) e na quantidade de leite com CBT ≤ 105, que representa leite de alta qualidade. Um total de 12.221 registros de CBT do leite foi obtido de uma indústria láctea da região Oeste do Paraná, no período de janeiro a outubro de 2006. Após as coletas, a qualidade do leite foi analisada em laboratório pelo método de citometria de fluxo. Os dados de CBT foram classificados por sistema de ordenha, tipo de resfriador e intervalos da CBT, segundo critério da Instrução Normativa 62, e submetidos à análise de independência de Qui-Quadrado. As proporções de CBT do leite entre tipos de resfriadores, em cada sistema de ordenha, foram comparadas utilizando-se a estatística calculada Z. Observou-se menor (p < 0,01) valor de CBT do leite de vacas submetidas à ordenha canalizada e do leite resfriado a granel. A proporção das amostras de leite avaliadas nos três níveis de CBT resfriadas por sistema de imersão não diferiu (p = 0,1549) do leite resfriado a granel, quando o leite foi obtido de rebanhos ordenhados por ordenha canalizada. A alta qualidade microbiológica do leite da região Oeste do Paraná é obtida quando os produtores utilizam em suas propriedades rurais a ordenha canalizada e o sistema de resfriamento a granel.  PALAVRAS-CHAVE: Higienização, ordenhadeira, qualidade microbiológica, resfriador.   

Cadastre-se e receba por e-mail nossas notícias e novidades.
Acesso restrito para download de arquivos.